sábado, 10 de julho de 2010

Celebrante ok!


Temos um ótima notícia esta semana. Fechamos definitivamente o celebrante da nossa cerimônia. Será o "Padre" Alberto Morgado. Ele é famosinho no meio casamentício e já celebrou cerimônias de celebridades, como a Flávia Alessandra e o Dado Dolabella. Mas eu o conheci mesmo no casamento de uma amiga no ano passado no Sítio Meio do Mato. Na ocasião eu achei a cerimônia curta, confortável, agradável e muito emocionante. Assim como eu gostaria que a minha fosse.

Buscando informações sobre o celebrante descobri que, na verdade, o padre é um ex-padre que não pertence mais à Igreja Católica. A cerimônia que ele realiza não é reconhecida pela Igreja, que não aceita nenhuma cerimônia realizada fora do espaço religioso. Mesmo depois de saber disso, eu não desisti do celebrante, até porque eu já não tinha a pretensão de me casar na Igreja. Apesar de ter sido criada por uma família católica e ter uma formação religiosa, eu não dei continuidade a isso e deixei de frequentar a Igreja há alguns anos. Na verdade, eu sou católica de formação, mas curto e sigo a filosofia budista atualmente. Confuso né? Só um pouquinho.

Além disso, o noivo não tem nenhuma relação com a Igreja católica. Ele foi batizado e só. A família dele é budista e ele, atualmente, não segue nenhuma religião fielmente. Por isso, achei que não seria cabível casar em uma cerimônia católica, principalmente na Igreja. Afinal, acho que é preciso respeitar a religião e a escolha de todos os envolvidos. Ao mesmo tempo, eu também queria uma cerimônia cheia simbolismos e que fosse emocionante não só para mim, mas para todos os que irão assistir. Por isso, optei pelo celebrante que já tinha visto em atuação.

E não é só. A principal surpresa é que também não me casarei nas formalidades do civil. Preferimos reaizar uma cerimônia simbólica e, depois da festa, com mais calma, a gente vai até o cartório e faz um contrato de união estável que tem a mesma validade de um casamento formal. Bem mais simples e mais barato também. No momento, não estávamos dispostos a gastar mais dinheiro com a papelada necessária para um casamento no civil.

Além disso, como a cerimônia não será nada nada formal, teremos total liberdade de dar o nosso toque especial a esse momento e tentaremos fazê-la ainda mais emocionante. Em breve, agendaremos um encontro com o celebrante para combinar todos os detalhes da celebração. O que queremos mesmo é confirmar diante de pessoas queridas os nossos votos de felicidade e de amor. É isso. Que o universo nos ajude e faça com que tudo dê certo.

5 comentários:

Jackeline Mota disse...

que lindo, amiga! Adorei te ver hj! Mt coincidencia né?
Eu tive reuni~çao com o meu padre essa semana tb. Ele é um fofo. Ele faz os votos diferentes dos na saude e na doença etc, ele faz mais atual, masi do dia a dia. são lindos! Emocionei na hora, imagina no casamento mesmo rsrs
bjs,

Jackeline Mota disse...

que lindo, amiga! Adorei te ver hj! Mt coincidencia né?
Eu tive reuni~çao com o meu padre essa semana tb. Ele é um fofo. Ele faz os votos diferentes dos na saude e na doença etc, ele faz mais atual, masi do dia a dia. são lindos! Emocionei na hora, imagina no casamento mesmo rsrs
bjs,

Dânae e Lucas disse...

Que lindo amiga! Tenho certeza que será emocionante.

Também amei de encontrar. FOi uma coincidência e tanto.

Cristiane disse...

Parabéns por mas um item escolhido beijinhos.

Alê disse...

Olá Dana,
Tudo Bem? Encontrei seu blog atraves da busca pelo Padre Alberto... enfim, giostaria de saber se gostou da celebração dele.

Obrigada,
Beijos
Alê